Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BIBLOSMANIA

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas de Mortágua

BIBLOSMANIA

Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas de Mortágua

Seg | 27.10.14

Dia da Biblioteca Escolar

Biblosmania

Partilhamos o trabalho, realizado pelos alunos do 4.ºC, oferecido hoje à Biblioteca da Escola Básica.

 

Muito obrigada!

ER

Veja os nossos vídeos em: https://www.youtube.com/user/beebmortagua?feature=guide
Seg | 27.10.14

Contos

Biblosmania

Continuando com a comemoração deste dia, 27 de outubro, “Dia da Biblioteca Escolar”, Dr.ª Teresa Branquinho, Bibliotecária Municipal, narrou dois contos aos alunos do 1.º ano de escolaridade, cerca de 80 alunos. Simão Mentiras de Roberto Aliaga e Dom Leão e Dona Catatua foram os contos dinamizados. “E, se o diz Simão, será verdade... ou não? Simão Mentiras submerge na difusa linha entre o real e o imaginário dos mais pequenos, capazes de dar vida às personagens que habitam na sua imaginação, ao ponto de nos fazer duvidar acerca daquilo que é verdade e daquilo que é mentira.” “Dom Leão e Dona Catatua conta a história de um leão que queria ensinar uma catatua a falar. Será que conseguiu?” Os nossos pequenotes ficaram a saber.

E tu conheces estas histórias?

Se ficaste curioso requisita os livros na biblioteca Municipal.

Obrigada Dr.ª Teresa Branquinho!

 

ER
 
 
Veja os nossos vídeos em: https://www.youtube.com/user/beebmortagua?feature=guide
Seg | 27.10.14

A coisa que mais dói no mundo

Biblosmania

Hoje, 27 de outubro, pelas 10h30m esteve presente na Biblioteca da Escola Básica o Presidente da Câmara, Eng. José Júlio Norte, para contar uma história a todas as crianças do pré-escolar, a fim de comemorarmos o Dia da Biblioteca Escolar. “A coisa que mais dói no Mundo”, de Paco Liván com ilustrações de Roger Olmos, foi o conto narrado. Uma narrativa que aborda a temática da mentira. “Numa ida à pesca, a lebre e a hiena conversam: “A mentira é a coisa que mais dói no mundo”, disse a lebre; e a hiena desatou a rir. Para levar adiante a difícil tarefa de comprová-lo, a lebre irá elaborar, à porta do palácio, um “bolo” muito especial que provocará a cólera do rei; depois vai contar com a cumplicidade das moscas, peritas em calcular e perceber todo o tipo de cheiros, que irão procurar entre todos os animais, o culpado de semelhante obra.” Através deste conto as nossas crianças ficaram a entender que a mentira pode, realmente, causar grande dor.

No final do conto fomos surpreendidos pela turma do 4.º C a cantar, “ Seres especiais – os livros”, e a oferecer à Biblioteca um cartaz com alguns acrósticos.

Hoje, “nasceu” mais um contador de história, em Mortágua.

Obrigada Sr. Presidente!

 

ER

 

 

Veja os nossos vídeos em: https://www.youtube.com/user/beebmortagua?feature=guide